domingo, 22 de dezembro de 2019

PEQUENO GUIA SOBRE ADAM SMITH


Quem foi Adam Smith?

Economista, filósofo, escritor, o escocês Adam Smith nasceu em 1723, supostamente no dia 16 de junho – a data nunca foi comprovada. Foi criado pela mãe numa cidade portuária – Kirkcaldy. Smith nunca conheceu o pai, advogado que morreu poucos meses depois do nascimento do filho.
As ideias de Smith podem ser conhecidas no mundo todo e terem se transformado no fundamento da economia moderna, mas o indivíduo Adam Smith é ainda hoje um mistério até para seus biógrafos.
O que se sabe sobre ele veio de impressões alheias. Smith foi descrito como ensimesmado, um pouco hipocondríaco, constantemente distraído e dono de alguns hábitos peculiares, como falar sozinho. Nunca foi casado. Vítima de uma doença não especificada, pediu a seus amigos que destruíssem todos os seus papéis pessoais após a morte, desejo que foi cumprido e é uma das razões pela falta de informações sobre o filósofo.
Academicamente, sabemos que Smith foi brilhante. Sua carreira começou aos 14 anos de idade, na Universidade de Glasgow, financiada por uma bolsa de estudos. Foi professor universitário, tutor particular, diretor da alfândega e viveu por alguns anos apenas para a escrita da sua obra-prima, A Riqueza das Nações.

Por que Adam Smith é importante?

Hoje, é conhecido superficialmente por muitos como o defensor de uma política econômica egoísta, baseada firmemente no interesse próprio como força motriz do livre mercado. Mas seu pensamento vai muito além.
O primeiro grande trabalho de Smith foi o intrigante “A Teoria dos Sentimentos Morais”, de 1759. Foi nele que Smith propôs não a incompatibilidade, mas a interdependência, entre a solidariedade e o interesse próprio. Em famoso trecho, o filósofo descreve a felicidade alheia como uma fonte de felicidade nela mesma para cada um de nós como indivíduos.
A ideia de cooperação que desemboca no interesse próprio como chave para a prosperidade mostra a complexidade e virtude do pensamento de Smith.
Mas foi em 1776 que sua obra mais conhecida – e mais influente – foi publicada, com o título de Uma Investigação Sobre a Natureza e as Causas da Riqueza das Nações. O longo tratado selou os princípios da economia moderna. A Riqueza das Nações trouxe o livre mercado para o protagonismo da discussão, expondo também o conceito de divisão do trabalho e o papel do interesse próprio nos mecanismos que levam à prosperidade econômica.

Por onde começar a ler Adam Smith?

Uma ótima edição introdutória para a obra de Smith é o livro “A Mão Invisível”. Curto, o livro consiste em seis capítulos extraídos d’A Riqueza das Nações. Neles, o filósofo investiga a natureza das trocas comerciais e financeiras, propondo maneiras de estimular o desenvolvimento das nações através do interesse próprio dos cidadãos.

 (Fonte: Livres / *Edição OutroOlharInfo)

0 comentários:

CURTA!