sexta-feira, 12 de agosto de 2022

“SE EU FOSSE BAIANO, VOTARIA EM ACM NETO”, DIZ CIRO GOMES EM ENTREVISTA NA BAND

A entrevista concedida ao Boa Tarde Bahia da Band, o  pré-candidato a presidência, Ciro Gomes (PDT), quando questionado se contaria com o apoio de ACM Neto (UB), disse respeitar a situação do político baiano.

O pedetista, que cumpriu agenda na Bahia durante a quinta-feira (11), afirmou que não constrangeria o candidato ao governo da Bahia, pois sabe que seu partido tem uma candidato à presidência da República. “Mas se eu fosse baiano, votaria em ACM Neto para governador”, declarou, ao lado da sua vice na chapa e também vice-prefeita de Salvador, Ana Paula Matos.




”O SEMIÁRIDO NÃO É PROBLEMA, É SOLUÇÃO PARA A BAHIA”, DIZ ROMA

O candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma (PL), afirmou que “o semiárido não é problema, mas solução para a Bahia”. Roma disse que, para o território, faltam somente ações que garantam o desenvolvimento da região, como a construção do Canal do Sertão Baiano, que já está em fase de conclusão do projeto executivo no governo do presidente Jair Bolsonaro (PL). Durante entrevista à Rádio Jacuípe, de Riachão do Jacuípe, onde esteve na manhã desta sexta-feira (12), ele também reforçou o compromisso de criar a Secretaria do Semiárido.

“Com o presidente Jair Bolsonaro, eu tive a oportunidade de ver a água chegar até o Rio Grande do Norte. E agora a Bahia, estado doador dessa água, também receberá parte dela para desenvolver sua vocação”, disse Roma. Com investimentos previstos de R$ 4,98 bilhões, o Canal do Sertão Baiano deve garantir abastecimento de água para consumo humano, industrial e de animais para 44 cidades baianas, beneficiando 1,4 milhão de pessoas. Perguntado sobre os benefícios do Canal do Sertão para o estado, Roma respondeu: “municípios que hoje têm escassez de água, terão suprimento regular de água. Isso fará a diferença na prosperidade da região”.

O ex-ministro da Cidadania reforçou seu compromisso de criar a Secretaria do Semiárido, acabando com a política de “transversalidade” que não passa de “jogo de empurra” do governo petista para não resolver nada. A ideia de Roma é desenvolver ações integrais, que resolvam de fato as necessidades de quem precisa viver e produzir na região. “Na política do PT, um agricultor espera até cinco anos para resolver, quando resolve, o problema de uma estrada vicinal para escoar sua produção ou uma outorga de água para perfurar um poço. Vamos acabar com isso.”

Depois de Riachão do Jacuípe, João Roma seguiu nesta sexta-feira pela manhã, para Conceição do Coité e Valente, onde se encontra com apoiadores e líderes locais. À tarde, o destino do candidato a governador, apoiado pelo presidente Bolsonaro, é o Oeste da Bahia. Vai à Barreiras e participa de carreata às 17 horas. À noite, Roma se encontra com o deputado federal Eduardo Bolsonaro em evento na cidade. No sábado pela manhã, se reúne com empresários e produtores na Câmara dos Diretores Lojistas (CDL), de Barreiras. Já à tarde, vai a evento, às 13 horas, em Luís Eduardo Magalhães.

*TRBN

quarta-feira, 10 de agosto de 2022

BRASIL REGISTRA MAIOR QUEDA DE PREÇOS EM 42 ANOS, APONTA IBGE

O Brasil cravou deflação –queda no índice de preços– de 0,68% em julho. É, portento, a primeira queda do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) desde maio de 2020 (-0,38%).

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), esse foi o maior recuo registrado em 42 anos, desde o período iniciado pela série histórica, em janeiro de 1980. O recorde anterior era referente ao mês de agosto de 1998, quando houve deflação de 0,51%.

No ano, o IPCA acumula alta de 4,77%. O índice desacelerou em julho em relação a junho no acumulado de 12 meses. A taxa passou de 11,89% para 10,07%. Esse é o menor percentual desde agosto de 2021, quando teve alta 9,68% em 12 meses.

A deflação de julho teve maior impacto no setor de transportes, com queda de 4,51% nos preços. Os preços dos combustíveis, por sua vez, recuaram 14,15%. A gasolina caiu 15,48%, enquanto o etanol, por sua vez, 11,38%. O óleo diesel, porém, apresentou alta de 4,59%.

Outros grupos também catalogaram deflação. Os preços do grupo habitação retrocederam 1,05%. A energia elétrica recuou 5,78% no mês. A alta foi manifesta no grupo da alimentação e bebidas, com alta de 1,3% em julho.


BOLSONARO DECLARA PATRIMÔNIO DE R$ 2,3 MILHÕES

O presidente Jair Bolsonaro e o general Walter Braga Netto apresentaram na terça-feira 9 o pedido de registro da candidatura pelo Partido Liberal à Presidência ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e, junto com ele, a declaração de bens.

Bolsonaro declarou ter patrimônio de R$ 2,317 milhões, valor levemente superior ao declarado em 2018, de R$ 2,286 milhões. Entre os bens de Bolsonaro, estão um apartamento em Brasília, no valor de R$ 241 mil, e quatro casas no Rio de Janeiro, somando R$ 1,1 milhão. Ele também declarou uma motocicleta de R$ 26,5 mil. Em conta-corrente, ele tem R$ 316 mil, além de uma caderneta de poupança com R$ 591 mil.

Braga Neto tem R$ 1,6 milhão em bens, sendo dois apartamentos, somando de R$ 416,1 mil; uma motocicleta, com valor de R$ 64,4 mil; R$ 1 milhão em ações; e R$ 49,5 em aplicações.

Até agora, nove chapas pediram registro da candidatura à Presidência da República no TSE. No entanto, há 12 candidatos na disputa, que ainda deverão pedir o registro.

Os maior patrimônio registrado é do candidato do Novo. O menor, do candidato da Unidade Popular. O candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, disse ter R$ 7,4 milhões. Ciro Gomes (PDT) declarou R$ 3 milhões em patrimônio.

JERÔNIMO SE DECLARA NO TSE COMO INDÍGENA


O postulante ao Palácio de Ondina, Jerônimo Rodrigues (PT), se declarou como indígena de junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

A informação não é certamente uma novidade, uma vez que, desde março, após a vinda do ex-presidente Lula ao estado, correligionários e publicações de canais ligados ao Partido dos Trabalhadores reivindicam a descendência negra e indígena do baiano.

 

Nascido em Aiquara, no Médio Rio de Contas, Jerônimo é irmão de pai e mãe da vereadora Marta Rodrigues (PT), candidata ao cargo de deputada federal e que no sistema de divulgação de contas do TSE (DivulgaCand) se declara como uma mulher preta.

 

Dados da Articulação dos Povos Indígenas do Nordeste, Minas Gerais e Espírito Santo (APOINME) apontam que a Bahia possui atualmente 16 grupos étnicos indígenas: Atikum, Kaimbé, Kantaruré, Kariri-Xocó, Kiriri, Payayá, Pankararé, Pankarú, Pataxó Hãhãhãe, Pataxó, Truká, Tumbalalá, Tupinambá, Tuxá, Xacriabá e Xukuru-Kariri. Ao todo, são 37 mil indivíduos.



ZÉ RONALDO FICA NA BASE DE ACM NETO


O ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo (União Brasil), anunciou hoje (10) a permanência na base aliada do candidato ao Governo da Bahia, ACM Neto (União Brasil). O ex-prefeito de Salvador, fez o anúncio em Feira de Santana, em grande evento que confirmou Zé Ronaldo como coordenador geral da campanha.

Zé Ronaldo que iniciou a vida pública no PFL, depois Democratas e agora União Brasil. Nos últimos dias, Zé Ronaldo abriu conversas com as campanhas de João Roma (Republicanos) e Jerônimo Rodrigues (PT). 

terça-feira, 9 de agosto de 2022

VEJA PATRIMÔNIO DECLARADO PELOS CANDIDATOS AO GOVERNO DA BAHIA

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) começou a divulgar, no último domingo (7), os bens declarados pelos candidatos ao Governo da Bahia. O patrimônio mais alto registrado até esta terça-feira (9) é o do candidato do União Brasil, ACM Neto. O mais baixo é de Kleber Rosa, do PSOL.

O candidato do União Brasil ao Governo da Bahia, ACM Neto, declarou ter um patrimônio de R$ 41.718.572,69 milhões no registro de sua candidatura no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

ACM Neto afirma proprietário de: um apartamento (R$ 6.834.245,01 milhões), um terreno (R$ 110.000,00) e outros bens imóveis (R$ 440.000,00). Quotas ou quinhões de capital representam um valot de R$ 9.384.042,00 milhões. Ana Coelho, candidata a vice-governadora na chapa de ACM Neto, declarou ter um patrimônio de R$ 26.512.503,48 milhões. O bem de maior valor – R$ 15.396.693,20 – está identificado como Outros bens e direitos”.

Jerônimo Rodrigues, candidato do PT ao governo, declarou ter um patrimônio de R$ R$515.216,13. O ex-secretario de Educação da Bahia declarou ter: um veículo (R$ 72.000,00), uma casa (R$100.000,00) e uma poupança (R$ 16.330,00).

O maior valor declarado, segundo o TSE, foi de um apartamento no valor de R$ 315.000,00. Candidato a vice na chapa com Jerônimo, Geraldo Júnior declarou ao TSE ter um patrimônio de R$143.523,59. Seu bem de maior valor está identificado como “Outras aplicações e Investimentos” no valor de R$ 51.956,46.

Candidato ao Governo da Bahia pelo PL, João Roma declarou ter um patrimônio de R$ R$5.561.182,61 milhões no registro de sua candidatura no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

João Roma declarou ser proprietário de um veículo (R$ 153.196,75), além de diversos valores identificados como “outros bens e direitos”, sendo o maior deles no valor de R$ 694.990,45 e um “título de clube e assemelhado” (R$ 18 mil).

O maior valor declarado por Roma oi de um apartamento no valor de R$ 2.527.996,53 milhões.

A vice dele, Leonídia Umbelina (PMB) ainda não cadastrou nenhum bem no TSE como patrimônio.

Kleber Rosa, candidato ao governo da Bahia pelo PSOL, declarou ter um patrimônio de R$ 309 mil no registro de sua candidatura no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Kleber afirma ser proprietário de: um apartamento (R$ 270.000,00), e um automóvel (R$ 39.000,00).

Candidato a vice na chapa com Kleber Rosa, Ronaldo Mansur declarou ao TSE ter um patrimônio de R$ 1.737,55.

CONFUSÃO DURANTE SESSÃO NA CÂMARA DE VEREADORES DE SALVADOR

“GERALDO JR. AGE COMO UM TIRANO, É UM CRIME O QUE ESTÁ SENDO COMETIDO NA  CÂMARA MUNICIPAL DE SALVADOR", DIZ PAULO MAGALHÃES JR  

O vereador Paulo Magalhães Jr. (União Brasil), líder do governo na Câmara Municipal de Salvador, afirmou nesta terça-feira (9) que o presidente da Casa, Geraldo Júnior (MDB), voltou a atropelar o Regimento Interno na sessão que derrubou o veto sobre o projeto que trata dos agentes de endemias. A derrubada, segundo o líder, foi feita de forma irregular sob a condução do emedebista. 

Paulo Magalhães Jr. apontou que, na votação, Geraldo considerou votos de vereadores da base como favoráveis à derrubada do veto. Antes, contudo, o líder da bancada fez questão de enfatizar e registrar em ata que, caso uma votação fosse realizada, eles votariam contra. Além disso, para derrubar o veto, Geraldo precisaria de 22 votos favoráveis, o que não aconteceu.

“O que Geraldo está fazendo não tem precedentes na história da Câmara. Nunca houve um presidente que descumpriu tanto o Regimento e a Lei Orgânica do Município”, criticou. O líder do governo ainda disse que Geraldo está usando a Câmara como palanque eleitoral. “A Justiça da Bahia e o Ministério Público precisam se pronunciar sobre o que está acontecendo”, salientou. 

Ele lembrou ainda que Geraldo Jr. vem descumprindo o Regimento e a Lei Orgânica com frequência, ao listar a reeleição do emedebista para a presidência da Casa, que não permitida pela Constituição, e a formação das comissões, sem respeitar a proporcionalidade partidária. Além disso, citou o jabuti incluído por Geraldo no projeto que trata dos agentes de endemias, desrespeitando um acordo construído com a própria categoria. 

“Geraldo está vendendo um conto do vigário para os agentes de endemias, se aproveitando deles para atender aos seus interesses como candidato a vice-governador do PT. A Prefeitura segue disposta a negociar um reajuste que valorize a categoria e que, ao mesmo tempo, seja exequível, seja possível pagar com responsabilidade”, salientou.

Entenda o caso

Por Henrique Brinco

A Câmara Municipal derrubou o Veto nº 09/22, parcial ao Substitutivo ao Projeto de Lei Complementar nº 5/2022, de autoria do Executivo Municipal. A decisão foi tomada em uma tumultuada sessão ordinária na tarde de ontem, em que edis da base e da oposição quase partiram para as vias de fato.

A sessão semipresencial foi conduzida pelo presidente da Casa, vereador Geraldo Júnior (MDB). Desarticulada, a base do prefeito Bruno Reis (União Brasil) até tentou derrubar a sessão, sem sucesso.

Com quórum de 22 vereadores, a Comissão de Constituição e Redação Final (CCJ) deu parecer favorável à derrubada do veto, conforme leitura do vereador Alexandre Aleluia (PL), presidente do colegiado. Em seguida, o veto do prefeito Bruno Reis foi colocado em votação, em plenário, sendo declarado derrubado pelo presidente Geraldo Júnior.

A bancada de oposição, liderada pelo vereador Paulo Magalhães Júnior (União), não concordou com o processo de votação e anunciou que judicializará o processo. O edil, inclusive, arremessou um copo de água em Geraldo e tentou agredi-lo na Mesa Diretora. Os seguranças, contudo, contiveram o vereador.  A sessão ordinária foi encerrada logo em seguida.

Os agentes comunitários de saúde e de combate às endemias, interessados na votação, uma vez que a derrubada do veto pela Casa assegura a equiparação de vencimentos da categoria, conforme a PEC 120, e mantém as vantagens adquiridas ao longo de anos, comemoraram a decisão. Estima-se que a derrubada do veto possa causar um rombo de R$ 300 milhões nos cofres municipais.

Em nota, Paulo declarou que Geraldo age como “um tirano, um ditador, que não respeita o Regimento nem nenhuma lei apenas para atender aos seus próprios interesses”. O líder governista disse que a derrubada do veto sobre o projeto que trata dos agentes de endemias foi feita de forma irregular sob a condução de Geraldo. 

“O que Geraldo está fazendo é criminoso e muito grave, sem quaisquer precedentes na história da Câmara. Nunca houve um presidente que descumpriu tanto o Regimento e a Lei Orgânica do Município. Geraldo age como um tirano, um ditador, que não respeita nenhuma lei apenas para atender aos seus próprios interesses”, criticou. 

Em coletiva após a votação, Geraldo se defendeu das acusações de que o regimento da Casa foi derrubado. "O regimento foi honrado. São milhares de trabalhadores que precisam do apoio desta Casa", ressaltou. Agora, Bruno Reis terá 48h a partir da votação para promulgar o resultado. Se não o fizer, o próprio Geraldo pode promulgá-lo.


AUXÍLIO BRASIL DE R$ 600 COMEÇA A SER PAGO NESTA TERÇA-FEIRA

A Caixa Econômica Federal começa a pagar nesta terça-feira (9) a parcela de agosto do Auxílio Brasil e do Auxílio Gás. Recebem hoje os beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) com final 1. Esta é a primeira parcela com o valor mínimo de R$ 600, que vigorará até dezembro, conforme emenda constitucional promulgada em julho pelo Congresso Nacional.

A emenda constitucional também liberou a inclusão de 2,2 milhões de famílias no Auxílio Brasil. Com isso, o total de beneficiários atendidos pelo programa sobe para 20,2 milhões a partir deste mês.

O beneficiário poderá consultar informações sobre as datas de pagamento, o valor do benefício e a composição das parcelas em dois aplicativos: Auxílio Brasil, desenvolvido para o programa social, e Caixa Tem, usado para acompanhar as contas poupança digitais do banco.

Em janeiro, o valor mínimo do Auxílio Brasil voltará a R$ 400, a menos que uma nova proposta de emenda à Constituição seja aprovada. Tradicionalmente, as datas do Auxílio Brasil seguem o modelo do Bolsa Família, que pagava nos dez últimos dias úteis do mês. No entanto, uma portaria editada no início deste mês antecipou o pagamento da parcela de agosto para o período de 9 a 22.

Auxílio Gás

O Auxílio Gás também será pago hoje às famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), com NIS final 1. Com valor de R$ 110 em junho, o benefício segue o calendário do Auxílio Brasil.

Com duração prevista de cinco anos, o programa beneficiará 5,5 milhões de famílias até o fim de 2026. O benefício, que equivalia a 50% do preço médio do botijão de 13 quilos nos últimos seis meses, será retomado com o valor de 100% do preço médio, o que equivale a R$ 110 em agosto. Esse aumento vigorará até dezembro, conforme emenda constitucional promulgada pelo Congresso.

Pago a cada dois meses, o Auxílio Gás originalmente tinha orçamento de R$ 1,9 bilhão para este ano, mas a verba subiu para R$ 2,95 bilhões após a promulgação da emenda.

Só pode fazer parte do programa quem está incluído no CadÚnico e tenha pelo menos um membro da família que receba o Benefício de Prestação Continuada (BPC). A lei que criou o programa definiu que a mulher responsável pela família terá preferência, assim como mulheres vítimas de violência doméstica.


ELEIÇÕES: TRE-BA CONVOCA MAIS DE 33 MIL MESÁRIOS VIA WHATSAPP

Com as eleições deste ano próximas, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) já convocou pelo menos 33 mil mesários pelo Whatsapp. A estimativa é a de que 147.460 mesários atuem durante as eleições deste ano no estado. Destes, 20.500 estarão concentrados em Salvador. Em outubro, os baianos votam para presidente, governador, senador e deputados federais e estaduais. 

O período oficial de convocação dos mesários já foi oficialmente encerrado no dia 3 de agosto, de acordo com o calendário eleitoral. No entanto, o TRE alerta que o eleitor que pretende atuar como mesário  deve ficar atento às notificações do WhatsApp, já que ainda é possível preencher as vagas daqueles que não responderam ao chamamento ou solicitaram dispensa da função. 

Além do WhatsApp, o TRE-BA informa que os mesários podem ser convocados por outros meios, como e-mail e carta. 

A justificativa para a recusa deve ser apresentada ao cartório eleitoral em um prazo de cinco dias, a partir da data da notificação. 

O TRE informou que a notificação enviada através do aplicativo de mensagens possui informações sobre o local em que a pessoa deve se apresentar no dia da eleição, além de orientações sobre como acessar a carta de convocação.


*A TARDE

FLOW: BOLSONARO BATE RECORDE DE LULA E ATINGE 5X MAIS AUDIÊNCIA QUE ANITTA

O episódio do podcast Flow com a presença do presidente Jair Bolsonaro (PL) atingiu recorde de acessos simultâneos no YouTube e chegou a ser acompanhado por mais de 570 mil pessoas na noite desta última segunda-feira (8).

Às 7h30 desta terça (9), mais de 6,1 milhões de pessoas já tinham assistido à entrevista, que durou mais de cinco horas. Além disso, as pautas relacionadas à participação do mandatário no programa ficaram entre os assuntos mais discutidos e comentados nas redes sociais.

O recorde anterior de um podcast no Brasil pertencia ao Podpah, concorrente do Flow, com a participação do rapper Mano Brown, que chegou a ter 336 mil visualizações simultâneas.

Já na comparação com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que tem a terceira maior audiência da história com 296 mil visualizações simultâneas, também para o Podpah, a audiência de Jair Bolsonaro chegou a ser 92% maior.

“É o primeiro presidente em exercício a dar entrevista para um podcast. É mais do que simplesmente bater recordes. Esses números fortalecem o ecossistema, quebra paradigmas. Mostra um novo rumo para os debates, promove o diálogo livre, independente e mais amplo, pois garante a participação da sociedade em pautas antes restritas a poucas pessoas. Além disso, é um resultado orgânico. Só divulgamos a entrevista no próprio dia [8 de agosto]”, afirmou Andre Gaigher, CEO da empresa Estúdios Flow.

O Flow é um dos maiores podcasts do país e tem 4 milhões de inscritos. Além dele, integram os Estúdios Flow os programas Venus, Flow Sport Club, Prosa Guiada, Kritikê, Ciência Sem Fim, Noir, Avesso, Canal Amplifica e Salve, Salve Família. Juntos, eles somam cerca de 6 milhões de inscritos e 700 milhões de visualizações.

5x mais audiência do que Anitta

O programa com a participação do chefe do Executivo federal foi transmitido no mesmo horário em que a cantora Anitta estava ao vivo no podcast Poddelas.

Em seu melhor momento, a artista foi assistida por cerca de 100 mil pessoas, cinco vezes menos do que a atração comandada por Igor Coelho, conhecido como Igor 3K.

Dirigido por Gianluca Eugênio, o Gianzão, o Flow foi um dos cinco programas mais ouvidos no Spotify na categoria Sociedade e Cultura em 2021. Ao longo da sua história, já conversou com mais de 600 convidados e atraiu mais de meio bilhão de visualizações no YouTube.

*Conexão Politica

domingo, 7 de agosto de 2022

‘O QUE ME DIFERENCIA É QUE TENHO DISPOSIÇÃO PARA ENFRENTAR OS PROBLEMAS DA BAHIA’, DIZ ACM NETO

O candidato a governador ACM Neto (União Brasil) disse neste domingo (7) que sua principal característica é a disposição para trabalhar, algo indispensável para resolver os problemas que a Bahia encara atualmente e que não se vê nos seus concorrentes. Ao lado de Ana Coelho (Republicanos), candidata a vice-governadora, e Cacá Leão (PP), candidato ao Senado, ele participou de ato político na cidade de São Miguel das Matas.

“A minha grande diferença para quem governa a Bahia há 16 anos é que eles se contentam em ver a Bahia como campeã nacional da violência, como o estado que tem o maior número de desempregados em todo o Brasil. Eles se contentam em ver o colapso da saúde, que acaba sacrificando a vida de milhões de baianos que precisam de um internamento hospitalar ou um atendimento médico, mas são obrigados a esperar longamente na fila da regulação. Eles se contentam em ver a Bahia em último lugar em qualidade de ensino, comprometendo o futuro dos nossos jovens. E aí está a minha grande diferença pra eles. Eles aceitam isso, eu não aceito”, ponderou.

Ele disse que vai assumir todas as responsabilidades do cargo. “E quando perguntamos ao atual governador e ao seu grupo, as respostas são sempre desculpas. Comigo não tem tempo ruim, não interessa se vai ter que trabalhar por 18 ou 20 horas por dia. O que importa é que eu sei o tamanho do desafio que tenho pela frente e sei que não posso errar. Tenho a consciência da expectativa dos baianos sobre o meu trabalho e quero dizer que não vou frustrar as expectativas de meu povo. Porque esse meu jeito de trabalhar não é apenas de agora, faltando menos de 60 dias para as eleições. Esse é meu jeito de ser a vida inteira”, destacou Neto.

Neto lembrou que essa disposição para o trabalho pôde ser verificada pelos moradores de Salvador, quando foi reconhecido em todos os oito anos de mandato como o melhor prefeito do Brasil. E disse que não será tarefa simples a nenhum homem ou mulher tirar a Bahia da situação atual, como campeã nacional de homicídios, com o drama da espera na fila da regulação, em último lugar na qualidade de ensino e estado com o maior número de desempregados do país.

“Hoje, a Bahia vive duas possibilidades. Este ano, o povo vai poder escolher o caminho daqueles que já nos governam há 16 anos, ou o caminho de decidir pela mudança. Acreditar em novas soluções, em novas pessoas para trabalhar pelo nosso estado”, disse durante o discurso.

“Para superar esses problemas, será preciso ter muita vontade de ser governador e fazer muitos sacrifícios. Aí está a principal diferença que separa meu estilo de trabalhar do estilo e do jeito dos meus adversários. Porque hoje a Bahia está em último lugar em coisas essenciais para a vida das pessoas e eu não vou aceitar isso com um olhar complacente, fingindo que não existe. Se os baianos confiarem em mim, vou lutar os quatro anos do meu mandato para oferecer ao povo da minha terra o melhor governo do Brasil”, disse.

BAHIA: DEBATE DA BAND 'ESQUENTA' DISCUSSÃO POLÍTICA

Manténdo a tradição, a TV BAND realizou o primeiro debate entre os candidatos ao governo da Bahia, neste domingo (7), frente a frente, as propostas, os temas centrais e os planos de quem vai governar o estado pelos próximos quatro anos.

Os candidatos ao governo da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT), João Roma (PL) e Kleber Rosa (PSOL), criticaram, a ausência do adversário político ACM Neto (UN) no debate. 

ACM Neto chegou a afirmar que participaria do debate, mas justificou que por motivo de agenda com outros compromissos, não poderia participar. Neste domingo, Neto e sua comitiva visitaram municípios no Vale do Jiquiriçá.


“AUXÍLIO BAHIA VAI REFORÇAR O AUXÍLIO BRASIL NO COMBATE À POBREZA”, DIZ ROMA EM SAJ

Candidato do PL ao governo da Bahia visitou a cidade de Jequié neste sábado

O candidato a governador pelo PL, João Roma (PL), visitou  a cidade de Jequié neste sábado (6) e defendeu uma Bahia mais igualitária ao reforçar o compromisso de criar o Auxílio Bahia se for vitorioso nas eleições de outubro.

“Queremos uma Bahia que dê oportunidade para cada filho de Deus. Assim como criamos o Auxílio Brasil que agora paga o mínimo de R$ 600, vamos criar o Auxílio Bahia para ser um complemento e colocar dinheiro na mão do cidadão necessitado”, disse Roma, que foi recebido no Aeroporto de Jequié, seguiu até a Feira da cidade e, em seguida, discursou na Associação Comercial e Industrial do município.

“É o cidadão que sabe onde o ‘calo aperta’ e ele vai melhorar de vida para poder andar de cabeça erguida, para termos uma Bahia mais igualitária, uma sociedade onde cada um se respeite”, disse Roma. Neste sábado, Roma ainda vai a Santo Antônio de Jesus e, à noite, encerra as atividades do dia em Catu, participando do 1º Congresso Pescadores de Almas.

O candidato do PL ressaltou ainda que a Bahia precisa de maior protagonismo que para o objetivo de fazer as pessoas ascenderem socialmente também ocorra. “Para ter protagonismo, queremos chegar ao Governo da Bahia e baixar os impostos, atrair novos investimentos e, com isso, gerar oportunidade de emprego e renda para o nosso povo”, comentou João Roma.

Na conversa com os representantes da Associação Comercial e Industrial de Jequié, o candidato a governador apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro ressaltou a importância de obras de infraestrutura para também conseguir impulsionar a economia da Bahia que vem perdendo posições até mesmo para estados nordestinos como o Ceará, também governador pelo PT. “Só com a Bahia competitiva é que nós vamos conseguir atrair investimentos e melhorar a vida das pessoas”, destacou Roma.

Na associação, Roma disse que obras de infraestrutura importantes como a Ferrovia de Integração Oeste Leste (Fiol) e o Anel de Contorno em Feira de Santana, assim como o Canal do Sertão e o Canal da Redenção – que integram as obras de Transposição do Rio São Francisco – avançaram somente no governo Bolsonaro. “O PT, que levou a confiança e os votos dos baianos, não entregou sequer um quilômetro de BR duplicada”, lembrou João Roma.

sábado, 6 de agosto de 2022

CACÁ LEÃO TERÁ RONALDO CARLETO E IRMA LEMOS, COMO SUPLENTES EM CHAPA AO SENADO DA BAHIA

O candidato ao Senado, deputado federal Cacá Leão, confirmou a decisão da sua segunda suplência neste sábado (06). A escolhida foi Irma Lemos (União), ex-vereadora e ex-vice prefeita de Vitória da Conquista. O primeiro suplente definido foi o deputado federal Ronaldo Carletto (PP).

“Eu estou muito feliz de poder ter parceiros tão importantes que têm tanta representatividade para o estado, como o meu primeiro suplente, o deputado federal Ronaldo Carletto, e como minha segunda suplente, a ex-vereadora e presidente do União Brasil de Vitória da Conquista, Irma Lemos. É uma satisfação muito grande poder fazer esse percurso, sabendo que tenho ao meu lado essas duas grandes forças da política da Bahia”, disse Cacá.

 

Mãe da atual prefeita do município, Sheila Lemos, e fundadora do Movimento das Donas de Casa e Consumidores de Vitória da Conquista e região Sudoeste da Bahia, Irma Lemos também assumiu a presidência do União Brasil da cidade, em 2021.

sexta-feira, 5 de agosto de 2022

CONVENÇÃO OFICIALIZA CANDIDATO DE DAL A DEPUTADO FEDERAL

O deputado estadual amargosense Dal Barreto (UB), oficializou nesta sexta-feira (17), a sua candidatura a deputado federal em grande evento realizado no Centro de Convenções de Salvador, no bairro da Boca do Rio, evento que contou com outros 12 partidos que se juntaram à candidatura de ACM Neto.

Em 2018, pela primeira vez na disputa à assembleia legislativa estadual, Dal foi eleito com votação expressiva e desbancou nomes enraizados na política.

Para o pleito de 2022, o nome de Dal é cotado como um dos possíveis mais votados na Bahia para a Câmara Federal, tendo em vista o bom desempenho como deputado estadual, somado a grande capacidade de articulação política, evidenciada pela cresente adesão ao seu nome, por prefeitos, vereadores e lideranças em todas as regiões e na capital do estado.

UNIÃO BRASIL OFICIALIZA ACM NETO COMO CANDIDATO AO GOVERNO DA BAHIA
ACM Neto (foto de David Brito)
📷David Brito
Em uma das maiores coligações de oposição da história das eleições baianas, o União Brasil oficializou, nesta sexta-feira (5), o nome de ACM Neto para disputar o Governo da Bahia nas eleições de outubro deste ano. O ex-prefeito de Salvador tem ao seu lado como candidata a vice-governadora Ana Coelho, empresária filiada ao Republicanos.

O deputado federal Cacá Leão, do Progressistas (PP), também foi oficializado como candidato ao Senado pela chapa.

O evento realizado no Centro de Convenções de Salvador, no bairro da Boca do Rio, contou com outros 12 partidos que se juntaram à candidatura de ACM Neto.

Além do União Brasil, compõem a chapa as legendas PP, Republicanos, PSDB, PDT, PSC, Solidariedade, Cidadania, Podemos, PRTB, PTB, DC e PMN. Em seu discurso, Neto destacou que a palavra que resume a sua campanha é mudança.

Ao seu lado, ACM Neto terá a empresária Ana Coelho, do Republicanos. Primeira mulher a assumir a presidência da Associação Baiana do Mercado Publicitário (ABMP), é também vice-presidente da Associação Comercial da Bahia (ACB) e fundadora da Associação de Jovens Empreendedores da Bahia (AJE). Mãe de três filhos, é CEO do Grupo Aratu de Comunicação, afiliada ao SBT na Bahia que completou 50 anos em 2019. Publicitária, tem MBA em Gestão Empresarial pela FGV e é especialista em liderança pela Stanford Business School.

ACM Neto

O candidato ao governo da Bahia foi eleito deputado federal pela primeira vez em 2002, aos 23 anos, sendo o mais votado da Bahia. Exerceu três mandatos na Câmara, reconhecido sempre como um dos parlamentares mais atuantes no Congresso. Em 2012, foi eleito prefeito de Salvador aos 33 anos. Foi reeleito em 2016 com 74% dos votos, um dos percentuais mais altos entre as capitais do Brasil. Foi considerado o melhor prefeito do país em todos os seus oito anos à frente da capital baiana.



CURTA!