quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

PF deflagra 22ª fase da Lava Jato e cumpre 23 mandados em SP e SC


A Polícia Federal cumpre, nesta quarta-feira (27), a 22ª fase da operação Lava Jato em São Paulo e Santa Catarina. A operação, batizada de "Triplo X", cumprirá na manhã de hoje 23 mandados judiciais, sendo seis de prisão temporária e 15 mandados de busca e apreensão e dois de condução coercitiva.
Em SP, a ação ocorre na capital, Santo André e São Bernanrdo do Campo e, em Santa Catarina, em Joaçaba. A operação apura a existência de estrutura criminosa que visava proporcionar a investigados na operação policial a abertura de empresas offshores e contas no exterior como forma de ocultar o produto dos crimes de corrupção.
Cerca de 80 policiais participam da ação que apura os crimes de corrupção, fraude, evasão de divisas e lavagem de dinheiro.
Os seis mandados de prisão temporária têm prazo de cinco dias e podem ser prorrogados pelo mesmo período ou serem convertidas em preventivas. Os presos serão levados para a Superintendência da PF, em Curitiba.
Fase anterior
Deflagrada em novembro do ano passado, a 21ª fase da Lava Jato, batizada de "Passe Livre", prendeu o pecuarista José Carlos Bumlai. O empresário foi detido sob a suspeita de envolvimento no esquema de corrupção na Petrobras.
O nome de Bumlai apareceu em delação premiada de Eduardo Musa, ex-gerente da estatal, e do lobista Fernando Baiano. O pecuarista segue preso na carceragem da PF em Curitiba.
O sócio do banco BTG Pactual, André Esteves, foi preso no dia seguinte e hoje segue em prisão domiciliar. Ele é acusado de planejar obstruir as investigações da Lava JAto, segundo a Procuradoria-Geral da República. Também foram presos o senador Delcídio Amaral (PT-MS), seu chefe de gabinete Diogo Ferreira e o advogado Édson Ribeiro.
Informação de Jovem Pan

0 comentários:

CURTA!