terça-feira, 6 de dezembro de 2016

"Réunan fora" por José Nêumane Pinto

Liminar dada pelo ministro do STF Marco Aurélio Mello ao Rede Sustentabilidade decretando a saída de Renan da presidência do Senado não cria nenhuma crise institucional, pois não fere dispositivo constitucional algum nem prejudica o Legislativo, como alega o indigitado. Afinal, o afastamento do réu da Mesa da Casa e do Congresso e da fila de sucessão de Temer é uma medida que também atende ao decoro público ao não permitir que o multirréu, agora chamado de Réunan, chegue ao posto máximo da República enquanto responde a um processo e mais 11 investigações na Justiça. A medida cria embaraços para o governo, pois pôs no poder um petista do Acre, ponto fora da curva.
(Comentário no Estadão no Ar da Rádio Estadão – FM 92,9 – na terça-feira 6 de dezembro de 2016, às 7h13m)

0 comentários:

CURTA!