quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

TRE-BA PODE CANCELAR MAIS DE 200 MIL TÍTULOS POR FALTA DE BIOMETRIA NA BAHIA

A partir do dia 23 de fevereiro, o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) pode cancelar mais de 200 mil títulos em cerca de 30 municípios da Região Metropolitana de Salvador (RMS).
A decisão acontecerá porque cidades como Lauro de Freitas, Dias D’Ávila, Simões Filho e Candeias, que estão em fase extraordinária de revisão biométrica obrigatória, apresentam índices muito baixos de comparecimento dos eleitores.
O município com menor comparecimento é Simões Filho, com apenas 26,55% de biometrizados, o que corresponde a 20.974 eleitores da cidade, que tem colégio eleitoral formado por um total de 78.988 pessoas.
Em Dias D’Ávila, a situação também é crítica. Dos 49.102 eleitores, apenas 14.943 (30,43%) tiveram sua biometria revisada. Em Candeias, de 62.777 eleitores, 20.725 fizeram o recadastramento, o que corresponde a apenas 33,01%.
Lauro de Freitas, que tem menos da metade da população com biometria cadastrada, é quem mais realizou o procedimento. Ao todo, 40,51% dos eleitores atenderam ao chamado da Justiça Eleitoral - dos 130.320 eleitores da cidade, apenas 52.791 passaram pela revisão biométrica. Ou seja, 77.529 cidadãos ainda não estão regulares.
O prazo final para que estes eleitores compareçam ao TRE-BA é o dia 22 de fevereiro. Depois disso, os títulos podem ser cancelados e eleitores estarão sujeitos às consequências previstas pelo Código Eleitoral.

0 comentários:

CURTA!