quarta-feira, 24 de julho de 2019

PF PRENDE 4 SUSPEITOS DE INVASÃO A CELULAR DE SERGIO MORO


A PF (Polícia Federal) prendeu temporariamente nesta 3ª feira (23.jul.2019) 4 pessoas suspeitas de envolvimento na invasão do celular do ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública), feita em 5 de junho. As prisões foram realizadas em São Paulo, no âmbito da operação Spoofing (“falsificação tecnológica que procura enganar uma rede ou uma pessoa fazendo-a acreditar que a fonte de uma informação é confiável quando, na realidade, não é”, segundo a definição da PF). O objetivo da investigação é “desarticular organização criminosa que praticava crimes cibernéticos”. Os suspeitos serão transferidos para Brasília, onde prestarão depoimento. Também foram executados 7 mandados de buscas e apreensão. De acordo com a PF, os mandados foram cumpridos nas cidades de São Paulo, Araraquara e Ribeirão Preto. A autorização foi dada pelo juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal, em Brasília. A PF já instaurou 4 inquéritos para investigar o vazamento de mensagens do celular de Moro. Também deve abrir uma investigação para apurar suposta invasão do celular de outro ministro Paulo Guedes (Economia), realizada na noite desta 2ª feira (22.jul.2019). Os investigadores estão colhendo indícios sobre a autoria, sobre quem teve acesso de forma ilegal a conversas privadas do ministro e sobre o método utilizado pelos hackers. Eis a nota da PF: “A Polícia Federal deflagrou, na manhã de hoje (23/07), a Operação spoofing* com o objetivo de desarticular organização criminosa que praticava crimes cibernéticos. Foram cumpridas onze ordens judiciais, sendo sete Mandados de Busca e Apreensão e quatro Mandados de Prisão Temporária, nas cidades de São Paulo/SP, Araraquara/SP e Ribeirão Preto/SP. As investigações seguem para que sejam apuradas todas as circunstâncias dos crimes praticados. As informações se restringem às divulgadas na presente nota. *Spoofing é um tipo de falsificação tecnológica que procura enganar uma rede ou uma pessoa fazendo-a acreditar que a fonte de uma informação é confiável quando, na realidade, não é.”
*PODER 360 / edição Outro Olhar Info
Grupo Outro Olhar no WhatsApp
                                                                                                Curta nossa página no Facebook 👍🏻

                                                                                                                  Siga nosso Instagram 📷

0 comentários:

CURTA!