segunda-feira, 9 de dezembro de 2019

"DOR NAS MAMAS: E AGORA?" POR DRº LUIZ MIGUEL BARRETO

Resultado de imagem para DORES NA MAMA
       A dor mamaria ou mastalgia, é o sintoma responsável por mais da metade das consultas em clinicas de mastologia. Estima-se que 45-70% das mulheres procurarão ajuda profissional com queixa de dor mamaria em algum momento da vida. A dor mamaria pode ser cíclica, quando se relaciona com o período menstrual, ou acíclica, quando independe deste.
      
        Felizmente, a dor mamaria na grande maioria das vezes é um sintoma de uma doença benigna. Traumas, inflamações da mama, cistos ou mesmo a alteração fibrocistica benigna da mama (chamada no passado de displasia mamaria) são as causas mais comuns de dor mamaria. 
       
       O câncer de mama, doença mamaria mais temida, muito raramente se manifesta com dor! A apresentação mais comum do câncer é o nódulo palpável indolor, sendo a dor mamaria restrita a apresentações raras como o carcinoma inflamatório.
        
       Apesar de quase sempre benigna a dor mamaria pode muitas vezes comprometer a qualidade de vida das mulheres. As limitações impostas pelo quadro doloroso podem impactar na vida profissional, afetiva, na qualidade do sono e mesmo o estado psicológico das mulheres com mastalgia. É importante uma avaliação e investigação precoces de qualquer quadro doloroso na mama, bem como seu tratamento específico.
Autor: Dr Luiz Miguel Barreto 
Mastologista da clínica CLIMAM
CRM 23930

0 comentários:

CURTA!