segunda-feira, 20 de abril de 2020

MEDIDA PROVISÓRIA DO EMPREGO VERDE AMARELO PODE CADUCAR NESTA SEGUNDA-FEIRA

Homem folheia carteira de trabalho
A Medida Provisória (MP) do Verde e Amarelo, que facilita a contratação de jovens de 18 a 29 anos e de pessoas com mais de 55 anos, precisa ser votada nesta segunda-feira (20) pelo Senado para não perder a validade.
Defendida pela equipe econômica do governo federal, trata-se de mais uma ação para tentar minimizar os efeitos negativos do novo coronavírus. Na última sexta-feira (17), o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), havia retirado a MP do calendário de votação, após manifestação da maioria dos líderes, e não deu garantia de que o texto seria votado nesta semana.
A decisão aconteceu um dia após fortes ataques do presidente Jair Bolsonaro ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Na quinta-feira (16), Bolsonaro acusou Maia de estar conduzindo o país ao "caos" e sugeriu que há interesse do deputado em retirá-lo do cargo. Em meio à indecisão, o secretário Especial de Previdência e Trabalho do ministério da Economia, Bruno Bianco, fez um apelo para que o Senado evite que a proposta caduque. "Eu tenho convicção de que, assim como a Câmara se esforçou muito, ficou até tarde da noite para votar a MP 905, tenho convicção de que o senado também o fará", afirmou Bianco. Segundo o secretário, a aprovação da MP será uma "feliz coincidência" na atual conjuntura, já que é uma medida importante para a retomada da atividade econômica, em meio à pandemia da COVID-19. *CNN / edição Outro Olhar Info

0 comentários:

CURTA!