segunda-feira, 20 de abril de 2020

ROBERTO JEFFERSON: TERÃO DE INVESTIGAR O ESCÂNDALO DO ‘COVIDÃO’ APÓS AS ELEIÇÕES


O ex-deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ) disse em entrevista exclusiva ao programa Os Pingos Nos Is, da Jovem Pan, nesta segunda-feira (20), que novas denúncias de corrupção surgirão a partir dos repasses direcionados aos estados e municípios em virtude da crise do novo coronavírus. Os desvios, segundo ele, devem culminar no “Covidão”, um novo escândalo de corrupção que se revelará após a pandemia.
“É nítido aos olhos de quem faz política que vai ser um escândalo, o ‘Covidão’. A verba vai ser desviada para eleição. Esse dinheiro vai ser desviado, isso é gravíssimo. O Rodrigo Maia fez essa aprovação de R$ 100 bilhões para estados e municípios contra o ministro [Paulo] Guedes. Isso é muito grave”, disse o ex-deputado.
Roberto Jefferson se refere ao texto do projeto de socorro a estados e municípios que autoriza o repasse de até R$ 100 bilhões. A matéria foi aprovada por 431 votos a 70 na Câmara dos Deputados – mesmo sem o apoio do governo federal, que pedia contrapartida dos estados e municípios.
Para o ex-deputado, esses valores não serão destinados para ajuda ao enfrentamento da crise do coronavírus, mas sim para as eleições municipais previstas para este ano.
“Esse dinheiro vai ser liberado lá para o final de maio, início de junho. Não se trata de um dinheiro para coronavírus. Isso é dinheiro de eleição, fundo eleitoral, para financiar prefeitos escolhidos por seus governadores na reeleição. Você vai ver, eu não sou nenhum profeta. Será um escândalo após a eleição. A Polícia Federal e o Ministério Público terão de investigar o ‘Covidão’, ‘Covidão-19′”, disse.

Governadores e o combate à Covid-9

Roberto Jefferson criticou ainda a postura de alguns governadores diante da crise. Para ele, medidas foram tomadas em alguns estados para criar “uma queda de braço com o presidente”.

0 comentários:

CURTA!