segunda-feira, 11 de maio de 2020

RÚSSIA DECRETA FIM DE QUARENTENA NO DIA EM QUE O PAÍS REGISTRA RECORDE DE CASOS

Funcionário lava chão na Praça Vermelha, em Moscou
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, anunciou nesta segunda-feira (11) que o país encerrará nesta terça-feira (12) a quarentena imposta em todo o seu território. Mesmo com o fim do confinamento, Putin alertou que as medidas sanitárias adotadas durante a pandemia do novo coronavírus continuarão em vigor.
O anúncio ocorre no mesmo dia em que a Rússia registra seu recorde diário de novos casos de Covid-19: 11.656 diagnósticos positivos para a doença, de domingo (10) para segunda-feira (11). 
Com esse número, o país chegou a ultrapassar a taxa de infectados da Itália, ocupando o quarto lugar na lista de países com mais doentes. São, até o momento, 221.344 pessoas com o novo coronavírus, atrás apenas da Espanha, dos Estados Unidos e do Reino Unido.
Ao todo, a Rússia contabilizou pouco mais de 2 mil mortes, número pequeno se comparado à taxa de infectados. Segundo o governo local, isso se deve graças a um programa de testagem massiva adotado no país.
Ainda que a Rússia tenha sido a única nação europeia a decretar o fim da quarentena, outros países do continente começaram nesta semana a relaxar suas medidas restritivas, como França, Alemanha e Reino Unido. 
* Estadão

0 comentários:

CURTA!