terça-feira, 21 de julho de 2020

PF CUMPRE MANDADOS EM OPERAÇÃO QUE INVESTIGA SERRA

pf
Polícia Federal (PF) cumpre, na manhã desta terça-feira, 21, quatro mandados de prisão temporária e 15 de busca e apreensão em inquérito que apura suposto caixa 2 na campanha de José Serra (PSDB) ao Senado em 2014. Agentes estão na capital paulista, Itatiba (SP), Itu (SP) e Brasília.
Dessa forma, a Justiça aponta: o tucano recebeu R$ 5 milhões em doações não contabilizadas. As investigações se restringem a fatos de 2014, quando ele ainda não era senador. Em síntese, as apurações iniciaram-se depois de uma denúncia contra o empresário, Paulo Skaf, em maio.
O empresário José Seripieri Júnior é alvo da PF. Ele é fundador da Qualicorp, grupo que comercializa e administra planos de saúde. Assim sendo, as doações não contabilizadas a Serra a mando de Seripieri teriam sido feitas em duas parcelas, no valor de R$ 1 milhão e um de R$ 3 milhões.
Foi determinado, pelo juiz da 1.ª Zona Eleitoral, o bloqueio judicial de contas bancárias dos investigados. Em suma, eles vão responder pelos crimes de lavagem de dinheiro, associação criminosa e falsidade ideológica eleitoral. As penas previstas: de 3 a 10 anos de prisão.

Saiba mais

A operação de hoje foi denominada Paralelo 23. E é uma nova fase da Lava Jato, que apura crimes eleitorais. É realizada em conjunto com o Ministério Público Eleitoral. Recentemente, outras duas fases da operação da PF foram realizadas: contra o deputado federal Paulinho da Força (Solidariedade-SP) e contra o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB).
*REVISTA OESTE

0 comentários:

CURTA!