sexta-feira, 30 de outubro de 2020

Salvador também libera retorno facultativo do ensino superior no dia 3


O prefeito de Salvador, ACM Neto, anunciou na manhã desta sexta-feira (30) os protocolos para a retomada das aulas presenciais no ensino superior na capital baiana. O retorno poderá ocorrer na próxima terça (3), conforme decreto publicado pelo governo estadual . Por enquanto, só faculdades e universidades poderão voltar às atividades. Ainda não há prazo para que o mesmo aconteça nos ensinos médio, fundamental e infantil. Segundo o prefeito, o retorno para o nível superior será facultativo, ou seja, as instituições terão autonomia para decidir se vão retomar as aulas ou não. PROTOCOLOS De acordo com Neto, as regras para volta do ensino superior na cidade são semelhantes às estabelecidas em decreto anunciado pelo governo estadual nesta quinta. Entre elas, está que a ocupação das salas de deve ser limitada à metade da capacidade do espaço. Cadeiras e mesas devem ser marcadas e preferencialmente destinadas a um só aluno, para evitar o rodízio entre eles. Dentre as orientações gerais, estão recomendações para a higienização, por turno, das áreas de uso frequente, como por exemplo, corredores, elevadores, maçanetas, relógio de ponto, portas, pisos, bibliotecas, laboratórios, parques, estacionamentos, salas de aula e salas administrativas. Neste sentido, orienta-se também para que seja garantido o distanciamento mínimo de 1,5 metro entre as pessoas, inclusive nas salas de aulas. Os alunos, trabalhadores, professores, pais e responsáveis, visitantes e prestadores de serviços deverão usar, obrigatoriamente, a máscara para acessar e permanecer nas instituições, que deverão fiscalizar a sua utilização. O uso só será liberado em casos específicos, como o de pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). As regras ainda determinam que as instituições devem estabelecer horários escalonados de entrada, saída e intervalos das aulas, para evitar aglomerações, e medir a temperatura de todos que acessarem os espaços, com o direcionamento para acompanhamento de saúde daqueles com temperatura igual ou superior a 37,5°C. Fica suspenso o uso de catracas, borboletas ou similares com biometria para o acesso às instituições.

*BN

0 comentários:

CURTA!