quarta-feira, 7 de outubro de 2020

UNIVERSITÁRIA DENUNCIA PROFESSOR QUE A PROIBIU DE AMAMENTAR DURANTE AULA ONLINE

Uma universitária do estado norte-americano da Califórnia denunciou, à faculdade, um professor que disse que ela não poderia amamentar durante uma aula online. A denúncia gerou um pedido de desculpas do docente.

Marcella Mares, mãe de uma menina de 10 meses, recebeu um e-mail do professor da Faculdade da Cidade de Fresno em 23 de setembro, em meio à pandemia do novo coronavírus, sobre uma nova regra: que os alunos liguem câmeras e microfones durante as aulas remotas, para que os docentes possam monitorar a frequência dos estudantes. 

Mares respondeu que poderia deixar a câmera e microfone ligados, mas poderia desligá-los se precisasse alimentar a filha.

Com a pandemia do novo coronavírus entrando no sétimo mês nos Estados Unidos, muitos pais tiveram que redefinir o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional, com muitos locais de trabalho e escolas permanecendo virtuais.

Mares enviou o email ao instrutor esperando que isso não impactasse suas notas, mas, em vez disso, recebeu uma resposta inesperada. 

"Fico feliz em saber que você pode ligar sua câmera e microfone, mas, por favor, não amamente sua filha durante o horário de aulas porque não é o que você deveria estar fazendo", respondeu o professor. "Só faça isso depois da aula". 

*CNN BRASIL


0 comentários:

CURTA!