quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

DILMA DIZ QUE NÃO VAI FURAR FILA E RECUSA CONVITE DE DORIA PARA SER IMUNIZADA

A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) declarou que recusou o convite do governador de São Paulo, João Doria, para ser vacinada. "É inaceitável ‘furar a fila’, que deve ser estritamente respeitada por todos os brasileiros", disse a petista.

Dilma disse que seria vacinada no dia 25 de janeiro, mas recusou o convite por ética. "Agradeço, mas diante das circunstâncias tenho o dever de recusar a oferta, por razões éticas e de justiça", disse a ex-presidente através de nota publicada em seu site.

A petista frisou que o Plano Nacional de Vacinação deve ser respeitado e não há doses disponíveis para que ela seja agora beneficiada. Ela relatou que o governador paulista a convidou para receber a dose da CoronaVac em Porto Alegre, onde vive.

No final de 2020, Dilma já tinha recusado ir para São Paulo ser imunizada junto com outros ex-presidentes. Contudo, segundo a Uol, teria dito na ocasião que aceitaria ser vacinada em Porto Alegre.

Ela acrescentou que os trabalhadores da área da saúde e os idosos que vivem em instituições de longa permanência precisam ser priorizados. "Aguardarei pacientemente a minha vez e quero adiantar que já estou com o braço estendido para receber a CoronaVac", finalizou.

*BN

0 comentários:

CURTA!