quinta-feira, 24 de junho de 2021

MÉDICOS A FAVOR DO TRATAMENTO PRECOCE VÃO À JUSTIÇA CONTRA A GLOBO

A Rede Globo terá de pagar R$ 10 mil à Associação Médicos pela Vida (AMV), caso seja condenada pela Justiça. A entidade reivindica indenização e direito de resposta por matéria exibida no Fantástico sobre medicamentos usados no tratamento precoce contra a covid-19. A reportagem informa que os remédios não têm comprovação científica, tese rebatida pela AMV, que defende a autonomia dos profissionais de saúde.

Exibida em 28 de março deste ano, a reportagem dos jornalistas Tadeu Schmidt e Poliana Abritta mostra supostas evidências de que a hidroxicloroquina não funciona no enfrentamento do novo coronavírus. Apesar da AMV não ter sido mencionada pela emissora, decidiu entrar na Justiça. O processo está correndo na 29ª Vara Cível de São Paulo, e a associação perdeu em primeira instância, informou o site Notícias da TV, na quarta-feira 23.

*R.O

0 comentários:

CURTA!