quarta-feira, 14 de julho de 2021

AULAS NAS ESCOLAS DA REDE ESTADUAL RETORNAM NO DIA 26 DE JULHO, ANUNCIA GOVERNADOR

Rui Costa diz que professor que recusar retorno às aulas terá salário descontado

As aulas nas escolas da rede estadual de ensino serão retomadas no dia 26 de julho, informou nesta terça-feira, 13, o governador Rui Costa.

Inicialmente, esse retorno ocorrerá em um modelo híbrido, com metade de cada turma indo à escola às segundas, quartas e sextas; enquanto a outra metade irá às terças, quintas e sábados. Será adotado distanciamento de pelo menos uma cadeira entre os alunos.

A volta às aulas em um modelo 100% presencial ainda não tem data definida e depende de uma queda continuada nos números relativos à pandemia, completou o governador.

Rui anunciou ainda a ampliação da carga horária de professores de 20 horas para 40 horas semanais, contratação de professores aprovados na seleção Reda de 2019 e convocação de aprovados no concurso público de 2017.

"Estamos sugerindo que os municípios também adotem o modelo híbrido, mas isso caberá a cada prefeito ou prefeita", afirmou o chefe do Executivo baiano sobre a rede municipal de ensino. No transporte escolar, a orientação é que não seja excedido o limite de 70% da capacidade dos veículos.

Com mais de um ano sem aulas nos estabelecimentos de ensino, o governador apontou a necessidade do retorno das atividades, devido ao grande risco de aumento da evasão escolar. "Não temos o direito de fazer isso com essas crianças e adolescentes. Se as pessoas podem bater baba, ir no shopping, no restaurante, não podem ir para a aula?", questionou. "Eu estou nas ruas e estou vendo os jovens nas ruas. Muitas vezes, eles estarão mais protegidos nas esolas, onde será obrigatório o uso de máscara. É preciso retornar para diminuir a vulnerabilidade desse jovens", acrescentou.

Segundo o governador, as aulas remotas não têm um alcance e eficácia efetivos para a maioria dos estudantes, o que reforça a urgência na retomada das atividades em sala de aula. Iniciado em março, o ano letivo deve terminar no dia 29 de dezembro, segundo o calendário previsto.

Universidades e escolas da rede particular também estarão autorizadas a iniciar as atividades semipresenciais no dia 26 de julho. 

Vacina - Ao falar sobre a vacinação contra a Covid-19, o governador voltou a dizer que aguarda a chegada do primeiro lote do imunizante russo Sputnik V à Bahia em 15 dias.

Rui criticou o critério atual de distribuição de vacinas pelo Ministério da Saúde entre os estados. "Houve adoção pelo ministério de um critério que não é exatamente o critério populacional. Acho que já está na hora de corrigir essa distorção", declarou o gestor estadual, em transmissão nas redes sociais.

Mais cedo, no Twitter, o secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, afirmou que o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) já solicitou uma revisão das regras em vigor para distribuição dos imunizantes. "Em reunião na data de hoje (13) do Fórum de Governadores com o Ministro da Saúde, diversos governadores, além do Presidente do CONASS e eu, solicitamos a mudança do critério de distribuição das vacinas, para ser proporcional à população dos estados", publicou Vilas-Boas.

Segundo o secretário, o critério atual gera "iniquidades que só fazem se agravar mais a cada dia". "Não é verdade que as doses sejam enviadas de forma proporcional e igualitária para todos os estados e Distrito Federal. Elas seguem de acordo com regras pactuadas, mas que não são mais adequadas. É preciso corrigir isso nas reuniões tripartite", completou Vilas-Boas.

*A TARDE

Países que são considerados modelos de educação e com os melhores resultados no Pisa, a maior avaliação internacional de estudantes, fecharam escolas por menos tempo durante a pandemia. Alemanha, Reino Unido, Dinamarca, Suécia, Cingapura e França ficaram menos de 90 dias com aulas não presenciais.

0 comentários:

CURTA!