segunda-feira, 26 de agosto de 2019

É ESTRANHO VER 300 ONGS NA AMAZÔNIA E NENHUMA NO NORDESTE, DIZ EMBAIXADOR DO BRASIL NA FRANÇA

O embaixador do Brasil na França, Luís Fernando Serra, diz que a escalada retórica entre Brasil e França por causa da gestão dos incêndios na Amazônia saiu do controle nos últimos dias, mas que agora é hora de “virar a página”.
“Houve excessos de parte a parte”, afirmou, referindo-se aos insultos de ministros brasileiros e do próprio Jair Bolsonaro ao presidente francês, Emmanuel Macron, e à mulher dele, Brigitte Macron —que Serra descreveu na TV francesa, nesta segunda-feira (26), como “muito bonita, inteligente, elegante e charmosa”

O embaixador endossa as críticas de Bolsonaro à suposta ingerência internacional na região da floresta —o presidente afirmou na semana passada que seu par francês manifestava “mentalidade colonialista” ao retratar a situação atual como “crise internacional.

Também ratificou o discurso de desconfiança do presidente brasileiro sobre as ONGs que atuam na região amazônica. “Dá para desconfiar que tem uma agenda escondida quando você vê 300 ONGs na Amazônia e zero no Nordeste. Por que 55 milhões de nordestinos não mereceram uma ONG, e os 25 milhões que moram na Amazônia mereceram 300?”

Dito isso, é preciso esquecer a rixa com a França, defende Serra, em nome do “patrimônio [comum] extraordinário”, de uma relação bilateral de 500 anos que “é a mais completa que o Brasil pode ter com um país europeu”, porque inclui o aspecto fronteiriço (na Guiana Francesa).

*Folha de S.Paulo / edição Outro Olhar Info
Outro Olhar Info no WhatsApp
                                                                                                Curta nossa página no Facebook 👍🏻

                                                                                                                  Siga nosso Instagram 📷

0 comentários:

CURTA!