terça-feira, 31 de dezembro de 2019

PRIMEIRO-MINISTRO DA POLÔNIA AFIRMA QUE VLADIMIR PUTIN MENTE SOBRE A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL


Em declarações anteriores, o presidente russo relatou que a Polônia teria atuado ao lado da Alemanha de Hitler

Após declarações controversas de Vladimir Putin, atual presidente da Rússia, sobre uma possível conspiração da Polônia com Adolf Hitler, o primeiro-ministro polonês, Mateusz Morawiecki, afirmou que Moscou estaria “mentindo de forma deliberada” na tentativa de ocultar os atuais fiascos diplomáticos.
De acordo com Putin, a Polônia teria atuado ao lado da Alemanha Nazista e com o antissemitismo durante a Segunda Guerra Mundial. "Putin mentiu sobre a Polônia em várias ocasiões e sempre o faz de forma deliberada", afirmou Morawiecki em comunicado. "Isto costuma acontecer quando as autoridades russas sentem a pressão internacional sobre suas atividades. Nas últimas semanas, a Rússia sofreu vários tropeços".
Todavia, na última terca-feira, o presidente da Rússia relatou que teve acesso a documentos históricos que comprovariam a aliança entre poloneses e o Führer.

Pacto de Não Agressão Hitler-Stalin

Em 23 de agosto de 1939, foi assinado um acordo que ficou conhecido como Pacto de Não Agressão Hitler-Stalin. O que foi divulgado oficialmente era que os dois ditadores se comprometeram a não entrar em guerra - e também em não apoiar - no caso um possível ataque de algum de seus aliados.
No entanto, o tratado estabelecia compromissos comerciais complexos entre os dois, que eram conhecidos somente pelos governantes das duas nações. Um dos pontos era a parceria na invasão e divisão de países. O primeiro alvo do alemão já estava certo: a Polônia. Em 1 de setembro de 1939, as tropas do Führer invadiram o país - este seria o estopim para o começo da Segunda Guerra Mundial.

(Fonte: Aventuras na História / *Edição OutroOlharInfo)

0 comentários:

CURTA!