segunda-feira, 1 de junho de 2020

TAXA DE OCUPAÇÃO NOS LEITOS DE UTI PARA COVID CAI EM SALVADOR

A taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) destinados a paciente com covid-19, na rede pública, caiu em Salvador. Nesta sexta-feira (29), o percentual está em 68%.
O número foi comemorado, já que Salvador chegou, neste mês de maio, a registrar ocupação de 88%, o que indicava uma aproximação da saturação no sistema de saúde. Apesar da boa notícia, o prefeito ACM Neto faz um alerta e lembra que isso não indica que menos pessoas estão ficando doentes, e sim que prefeitura e governo têm implantado mais vagas.
“Há muitos dias não temos uma taxa de ocupação abaixo de 70%. Mas quero fazer uma ressalva. A queda não está se dando pela redução no número de novos casos graves, mas sim, principalmente, pela abertura de novos leitos. Tanto a prefeitura quanto governo abriram muitos leitos novos nos últimos dias”, afirmou o prefeito em entrevista à TV Bahia.
O gestor disse ainda que a população não pode se acomodar com o cenário e que não há motivo algum para relaxamento de medidas restritivas de combate à covid-19.
A gente espera até o fim da semana, com redução grande das atividades em Salvador, por conta da antecipação de feriados, esperamos que isso tenha reflexo forte no número de novos casos e na pressão sobre os leitos. Na taxa de ocupação de leitos, não temos motivos para relaxar. Só vamos começar a respirar mais aliviados quando houver queda”, disse.
Rede particular
Embora tenha existido uma redução na taxa de ocupação da rede pública, por conta das inaugurações realizadas por prefeitura e governo, a rede particular tem sofrido. A ocupação das UTIs nas instituições privadas, que na quinta-feira (28) estava em 73%, hoje já está em 79%.
“A rede particular voltou a crescer. Tinha 73%, ontem foi para 79%. Vários hospitais da rede particular não conseguem abrir novos leitos e a demanda recai sobre hospitais públicos. A gente precisa continuar em alerta, o número não nos dá fôlego”, concluiu.

Bahia
Na Bahia, dos 1.679 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 960 estão ocupados por pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 57%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 731 leitos exclusivos para o coronavírus, 505 possuem pacientes internados (69%).  Os dados são da Secretaria Estadual da Saúde (Sesab).
*CORREIO 24H

0 comentários:

CURTA!