quinta-feira, 13 de maio de 2021

DEPOIMENTO DE WAJNGARTEN À CPI DA COVID-19 TEVE BATE-BOCA E AMEAÇA DE PRISÃO

CPI da Covid-19 ouviu, nesta quarta-feira, 12, o ex-secretário especial de Comunicação da Presidência da República (Secom) Fabio Wajngarten. A oitiva, que durou mais de oito horas, foi marcada por bate-boca entre parlamentares, críticas dos integrantes da comissão às respostas evasivas do depoente e ameaça de prisão, medida defendida por senadores que alegaram que o ex-chefe da Secom estava mentindo ao colegiado. Em razão disso, o presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), decidiu encaminhar o teor do depoimento ao Ministério Público Federal (MPF). 

O senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI da Covid, suspendeu a reunião da comissão por volta das 17h10 desta quarta-feira (12), após o senador Flavio Bolsonaro (Republicanos-RJ) ter chamado o relator, Renan Calheiros (MDB-AL), de "vagabundo", gerando um bate-boca na comissão.


0 comentários:

CURTA!